9.8.09

Das querências.

Foi no meio da aula de matemática que a menina teve um estalo: PLIM. Agora ela tinha certeza do que queria fazer na vida. 'Vou ser doutora da alma' - pensou a menina. E lá foi ela tratar de fazer poesia.
.

4 comentários:

Júh Albuquerque disse...

E num é que ela aprendeu direitinho a fazer poesia!
Faz de uma maneira bonita que só..de um jeitinho só dela e que cativa o coração da gente. =D
Adoro vir aqui!
Xêro! ")

Glysa Meneses disse...

Estranho, mas eu me encantei com a facilidade que você tem de dar beleza às palavras. (:'

Kanauã Kaluanã disse...

Simplesmente adoro isso!
O link já está lá... bem no título!

:)
Sempre grata, poetisa, por ter composto esta tela de beleza pura que me sacode todos os sorrisos por dentro.

Beijos.

Kanauã Kaluanã disse...

Clicando na "imagem", não no título...
Abre-se a portinha mágica para a casa do poema!

:)