17.7.09

Faz de conta

Faz de conta que o céu tá bonito, que a saudade é pequena e que a fé é muita. Faz de conta que a dor foi-se embora. Faz de conta que ama e que é amada. Faz de conta que nada mais sangra, que o sonho não acabou e que o riso é constante. Faz de conta que num piscar de olho a gente constrói o que a gente quiser. Faz de conta que o amor é tanto que corre das veias e chega a sobrar. Faz de conta que a inocência ainda existe e tá pertinho da gente. Faz de conta que as pessoas que a gente gosta apareçam em sonho. Faz de conta que o fio da vida é longo e que nele cabe a eternidade. Faz de conta que as cantigas ocupam o lugar do choro. Faz de conta que a gente consegue desatar os nós de marinheiro que a vida dá. Faz de conta que não é preciso inventar.

4 comentários:

Laís de Ponte disse...

Nossa, que coisa mais linda, Cris *--*
Me emocionou muito esse texto =)

Abração!

Rosana Leadebal disse...

Adorei!

Agnaldo disse...

Evita-se muitos conflitos quando você "Faz de conta"...
Mensagem muito realista e praticada no dia a dia. Então "Faz de conta"....
Abraços, sinceros...

Catherine Castanho disse...

Adoro tua forma de dizer.
É fascinante, as palavras nos sugam pro momentosentimento arrasadora.

Beijos!